Reajuste aumenta preço da gasolina e valor pode ultrapassar R$3,30 em Natal

30 de janeiro de 2015
Comentaristas:

A partir de domingo, dia 1º, o preço do litro de gasolina vai ficar mais caro em Natal. A alta no valor do  combustível é decorrente dos reajustes aplicados às alíquotas do Programa de Integração Social (PIS) e da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins). O aumento dos dois tributos corresponderá a R$ 0,22 por litro da gasolina e R$ 0,15 por litro do diesel. Com esse aumento, o valor final de revenda nos postos de combustíveis na capital potiguar pode superar R$ 3,30.

O decreto foi publicado ontem no Diário Oficial da União (DOU). Dados da Agência Nacional de Petróleo (ANP) revelam que o preço médio da gasolina no Rio Grande do Norte varia, atualmente, entre R$ 3,09 a R$ 3,12. No ranking das gasolinas mais caras vendidas nas capitais, Natal ocupa o décimo lugar.

E como não fosse o bastante, a partir de 1º de maio haverá o aumento da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) sobre a gasolina e o óleo diesel. As medidas fazem parte de um pacote de aumento de tributos anunciado na semana passada pelo governo, que espera obter R$ 12,2 bilhões com a alta.

Foto: www.flatout.com.b

Foto: www.flatout.com.br

A Companhia Potiguar de Gás (Potigás), empresa do Governo do Estado e Petrobras, realizou estudo comprovando vantagem em até 59% do gás natural veicular quando comparado aos demais combustíveis. Sem repassar mudanças de preços do GNV desde agosto de 2014, a Potigás diz que o momento é favorável à utilização do gás natural. A Companhia atesta que o consumidor, ao utilizar o GNV, gasta R$ 0,13 por quilômetro rodado. Já o motorista que abastecer o veículo com gasolina, paga R$ 0,26 por quilômetro rodado.

Deixe seu comentário:

Leia também:

Debate

Somente determinados usuários podem comentar esta notícia, se deseja comentar, por favor entre em contato com o administrador

© 2015 RioGrandedoNorte.Net - Todos os Direitos Reservados

O RioGrandeDoNorte.Net seleciona as notícias mais importantes da semana a partir das mais confiáveis fontes de informação setorial. Em algumas delas, agregamos o noticiário de um assunto em um só item, ressaltamos (negritando) ou até comentamos (grifando) a notícia original, caso pertinente.