Camelódromo do Alecrim: reformas paliativas não resolvem problemas

21 de janeiro de 2015
Comentaristas:

O Alecrim é dos mais antigos e conhecidos bairros de Natal. Inicialmente nascido como área residencial, com o passar do tempo tornou-se predominante comercial, e hoje é referência em comercio popular da cidade. Centenas de lojas, estabelecimentos comerciais e camelôs estão espalhados pelo bairro oferecendo os mais diversos tipos de produtos e serviços à população.

É comum ouvir a máxima de que tudo se encontra no bairro do Alecrim. O comércio da região cresce a cada dia e, consequentemente, os problemas seguem no mesmo caminho. A desorganização dos camelôs nas calçadas, trânsito caótico, falta de estacionamento público, infraestrutura antiga e precária de diversos prédios e centros comerciais são algumas das dificuldades encontradas pelas pessoas que transitam na região.

O Camelódromo, localizado no coração do Alecrim, é um exemplo real de todos esses problemas em um só lugar.  Construído há mais de 20 anos, o Shopping Popular nunca passou por uma reforma geral, apenas reparos paliativos. Em 2014, a Prefeitura realizou uma reforma no local, que recebeu novas instalações elétricas, mas parece que as condições gerais do lugar permanecem as mesmas e os transeuntes não verificaram mudanças realmente efetivas.

Camelódromos do Alecrim abriga dezenas de pequenos quiosques e lojas de comércio popular. (Foto: Daniel Melo)

Camelódromo do Alecrim abriga dezenas de pequenos quiosques e lojas de comércio popular. (Foto: Daniel Melo)

“Está a mesma coisa, não houve uma grande mudança no Camelódromo depois que foi anunciada a reforma. Os comerciantes e clientes sofrem com o espaço apertado, infraestrutura precária e o calor”, explica a dona de casa Conceição Alves, que frequenta o bairro há vários anos.

Para a estudante de serviço social Luanna Karen a infraestrutura do local é antiga e inadequada. “Os quiosques e lojas ficam apertados dividindo o espaço, além de se ser sujo”, comenta. O camelódromo possui uma pequena área que acomoda algumas lanchonetes: “acho que deveria ter alguma fiscalização em relação a conservação dos alimentos”, complementa Luanna.

No final do ano passado, a Prefeitura de Natal iniciou uma pequena reforma para implantar novas instalações elétricas, hidráulicas e pintura. Além do camelódromo do Alecrim, o Mercado do Peixe, no bairro das Rocas, e o camelódromo do centro da cidade estavam no projeto de reparação estrutural.

O valor do contrato para a realização desses reparos foi de R$ 244.586 mil sob responsabilidade da Taldi Engenharia, vencedora de licitação. No camelódromo do Alecrim, as instalações hidráulicas dos banheiros continuam como o principal alvo de reclamações.

Deixe seu comentário:

Leia também:

Debate

Somente determinados usuários podem comentar esta notícia, se deseja comentar, por favor entre em contato com o administrador

© 2015 RioGrandedoNorte.Net - Todos os Direitos Reservados

O RioGrandeDoNorte.Net seleciona as notícias mais importantes da semana a partir das mais confiáveis fontes de informação setorial. Em algumas delas, agregamos o noticiário de um assunto em um só item, ressaltamos (negritando) ou até comentamos (grifando) a notícia original, caso pertinente.