População natalense recebe orientações sobre nova doença já confirmada no RN

19 de maio de 2015
Comentaristas:

Manchas na pele, coceira, olhos avermelhados, febre baixa e dor de cabeça. Esses são os principais sintomas da mais nova doença que o Aedes Aegypti passou a transmitir no Brasil: zika.  Segundo informado pelas autoridades em saúde pública, a doença é considerada de evolução benigna e autolimitada, ou seja, o próprio organismo humano é capaz de vencê-la e que raramente causa mortes.

Até agora, Rio Grande do Norte e Bahia são os únicos Estados da federação com casos confirmados. São 16 pacientes com zika, oito em cada Estado.  De acordo com o Ministério da Saúde, apenas 18% das pessoas infectadas apresentarão as manifestações clínicas. Os sintomas duram, em média,  quatro dias.

Assim como chikungunya e dengue, o tratamento da zika é sintomática e feito com paracetamol, desde recomendado por um médico.  (Foto: noticias.band.uol.com.br)

Assim como chikungunya e dengue, o tratamento da zika é sintomática e feito com paracetamol, desde recomendado por um médico. (Foto: noticias.band.uol.com.br)

 

Por se tratar de uma doença nova, o Ministério da Saúde está trabalhando, junto aos estados e municípios afetados, na estruturação de procedimentos de vigilância epidemiológica direcionada ao Zika Vírus. A Secretaria Municipal de Saúde de Natal (SMS), divulgou uma nota de esclarecimento com as principais dúvidas sobre a nova doença, confira:

1. O que é a febre por Vírus Zika?

É uma doença viral autolimitada, via de regra, de evolução benigna, caracterizada pelo quadro clínico de febre, hiperemia conjuntival não pruriginosa e não purulenta, artralgia e exantema maculo-papular.

2. Como é transmitida?

A principal via de transmissão é vetorial, por meio da picada de mosquitos Aedes aegypti e após um período de incubação (período entre a picada do mosquito e o início de sintomas) de cerca de aproximadamente 4 dias, o paciente poderá iniciar os primeiros sinais e sintomas.

3. Quais são os principais sinais e sintomas?

A febre pelo vírus Zika é uma doença pouco conhecida e sua descrição está embasada em um número limitado de relatos de casos e investigações de surtos.

Com base nessas publicações, os sinais e sintomas incluem exantema maculopapular de início agudo (erupção cutânea com pontos brancos ou vermelhos) e pode ser acompanhado de febre, hiperemia conjuntival não purulenta e sem prurido, artralgia ou artrite, mialgia, cefaleia e dor nas costas.

4. Qual o prognóstico?

Segundo os relatos disponíveis, não há registro de óbitos por esta doença. A doença é considerada benigna e autolimitada, com os sinais e sintomas durando, em geral, de 2 a 7 dias.

5. Há tratamento ou vacina contra o Zika vírus?

O tratamento é sintomático e baseado no uso de acetaminofeno (paracetamol) para febre e dor, conforme orientação médica. Orienta-se procurar o serviço de saúde para orientação adequada.

6. Quais as medidas de prevenção e controle?

As medidas de prevenção e controle são semelhantes às da dengue e chikungunya. Dessa forma, o controle está centrado na redução da densidade vetorial, como por exemplo, mantendo o domicílio sempre limpo, eliminando os possíveis criadouros.

 

Deixe seu comentário:

Leia também:

Debate

Somente determinados usuários podem comentar esta notícia, se deseja comentar, por favor entre em contato com o administrador

© 2015 RioGrandedoNorte.Net - Todos os Direitos Reservados

O RioGrandeDoNorte.Net seleciona as notícias mais importantes da semana a partir das mais confiáveis fontes de informação setorial. Em algumas delas, agregamos o noticiário de um assunto em um só item, ressaltamos (negritando) ou até comentamos (grifando) a notícia original, caso pertinente.