Brasil Onshore dá boas vindas aos participantes e anuncia novidades

25 de novembro de 2014

CERNE Press:

De hoje até a próxima quinta-feira, 400 congressistas estarão reunidos na 4a edição da Brasil Onshore. Dezenas de atividades do evento incluem palestras, apresentações orais, painéis de debates, apresentação de trabalhos técnicos e    uma exposição com 80 estandes de empresas atuantes no setor de petróleo e gás natural.

Empresários, acadêmicos e técnicos do setor de petróleo e gás natural lotaram o auditório do Centro de Convencões de Natal para a abertura do evento, que  tem o apoio do CERNE e contou com a presença de representantes do  Instituto Brasileiro de Petróleo,  Gás Natural e Biocombustíveis (IBP), da Sociedade dos Engenheiros de Petróleo (SPE), da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP),  da Petrobras e do Governo do RN.

O representante do IBP, Alvaro Teixeira destacou que a Brasil Onshore foi concebida para ser um evento itinerante entre as capitais com atuação no setor onshore, porém é a quarta edição realizada em Natal. Além dos atrativos turísticos da capital potiguar, Teixeira citou como fator atrativo para o evento, o fato do Rio Grande do Norte ser o Estado que ostenta a posição de maior produtor de petróleo em terra do país.  Falou também sobre o objetivo da feira. “A Brasil Onshore proporciona aos participantes melhor visão do setor e fomenta a elaboração de pleitos para o setor”, ressaltou.

Alvaro Teixeira citou também a realização da 12a rodada de blocos terrestres, ao final do  ano passado, como passo importante para movimentar o setor e permitir a inclusão e o desenvolvimento de pequenas e médias empresas na área.

O Gerente Geral de Operações da Petrobras RN/CE, Luiz Ferradans Matos, ressaltou na abertura que o plano de negócios  2014/18 prevê a expansão onshore, devendo gerar quase 41 mil empregos diretos. Ressaltou também a importância das relações com as comunidades e governos envolvidos.

O Diretor da ANP, José Guttmann,  também ressaltou as grandes possibilidades de crescimento do setor. Enfatizou a grandiosidade do Brasil quando se trata de petróleo, com 38 bacias sedimentares, sendo cinco milhões de  km2 onshore. Para ele, as rodadas de licitação,  a entrada das pequenas e médias empresas, além de investimentos em não convencionais são fundamentais para o crescimento do setor.

Exposição e rodada de negócios

Os participantes podem conferir os 80 estandes que formam o pavilhão dos expositores na Brasil Onshore 2014. As empresas apresentam produtos e serviços voltados para o aumento da produtividade, exploração de áreas não–convencionais e ainda uma unidade dos bombeiros, com atividades voltadas à segurança no trabalho de exploração e produção onshore.

Entre as novidades da edição, estão a realização, pela 1ª vez,  de uma rodada de negócios, e a participação de startups de serviços voltados para o setor onshore. A rodada, organizada pela Redepetro-RN,  vai ocorrer durante os três dias do evento e deve fechar diversos acordos e parcerias entre os participantes.

O pavilhão dos expositores fica aberto todos os dias do evento, das 12h às 20h.

Deixe seu comentário:

© 2015 RioGrandedoNorte.Net - Todos os Direitos Reservados

O RioGrandeDoNorte.Net seleciona as notícias mais importantes da semana a partir das mais confiáveis fontes de informação setorial. Em algumas delas, agregamos o noticiário de um assunto em um só item, ressaltamos (negritando) ou até comentamos (grifando) a notícia original, caso pertinente.