Praia do litoral potiguar se torna área foco de conservação ambiental

Saiu no portal G1 RN:

A região de Pirangi, no litoral de Parnamirim, cidade da Grande Natal, agora é área foco de conservação e passa a integrar o Plano de Ação Nacional (PAN) – iniciativa do Governo Federal que combate ameaças a espécies e ambientes coralíneos.

A inclusão de Pirangi na zona de conservação deve-se à relevância da sua biodiversidade, segundo a ONG Oceânica. Mais da metade das espécies de corais existentes no Brasil e cerca de 10 das 20 espécies marinhas focos do PAN – ou seja, espécies ameaçadas como tubarões e estrelas do mar – ocorrem nas formações recifais na região de Pirangi, que tem 105 espécies de peixes de recifes rasos e fundos. “Tudo isso sofre constante ameaça devido ao uso incorreto, à exploração turística, à pesca predatória, à exploração turística, à ocupação desordenada do litoral e à contaminação das águas”, ressalta a ONG.

“A transformação em área foco de conservação volta os olhos de órgãos nacionais para a região e reforça a necessidade de se ordenar o uso e a visitação nas formações recifais, com a possibilidade de torná-la uma área protegida”, acrescenta a Oceânica.

Recifes marinhos da Ponta de Pirangi, conhecidos como Parrachos de Pirangi. (Foto; companhiadanoticia.com.br)

Recifes marinhos da Ponta de Pirangi, conhecidos como Parrachos de Pirangi. (Foto; companhiadanoticia.com.br)

A ONG explica que, no RN, Pirangi une-se às regiões litorâneas de Maxaranguape, Rio do Fogo e Touros, onde se localiza a Área de Proteção Ambiental dos Recifes de Corais (APARC), incluída no PAN e área foco de conservação. Os recifes em Maracajaú, por exemplo, que abrigam 180 invertebrados e 60 macroalgas, é a única APA marinha do Estado.

Projeto Ponta de Pirangi
A ONG Oceânica criou o projeto Ponta de Pirangi, patrocinado pela Petrobras por meio do Programa Petrobras Socioambiental. Desde 2010, o projeto realiza atividades na praia, como campanhas de conscientização junto aos turistas e à comunidade local, regatas e eventos socioambientais. A próxima ação está prevista para esta quinta-feira (5), data em que se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente. Uma programação gratuita na praça central de Pirangi terá diversas atividades focadas no ambiente marinho.

O projeto abrange uma faixa litorânea envolvendo as praias de Cotovelo, Pirangi do Norte, Pirangi do Sul, Piranbúzios  e Búzios.  A ONG afirma que, durante a primeira fase do projeto (2010 -2011), houve avanço no ordenamento da visitação dos parrachos de Pirangi com a assinatura do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) por parte das empresas turísticas de Pirangi, que passaram a seguir regras a fim de conservar os famosos parrachos.

A intenção do Ponta de Pirangi ao promover todas as ações é de valorizar a biodiversidade marinha, torná-la mais conhecida e fomentar sua conservar conservação.

Clique aqui para ver a publicação original

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *